2000

Portfolio Completo PDF

FIOCRUZ EXPANSÃO

 


 

FIOCRUZ EXPANSÃO

Rio de Janeiro - RJ - 2001

cliente: Fiocruz

área construída: 4.864 m²

 


 

O edifício da expansão do campus da Fundação Oswaldo Cruz localizado na Avenida Brasil foi construído no início da década de 70. Como um volume de grandes dimensões, o edifício se encontra isolado, sem relação com o entorno imediato ou com contexto urbano.

A nossa proposta se orienta através desta observação, abstraindo a escala do edifício e criando uma nova identidade. Ao mesmo tempo, consideramos intervir na nova imagem do edifício de forma contemporânea. Prevemos a restauração das fachadas considerando a sua escala, localização e insolação.

Todas as fachadas possuem atualmente revestimento em cerâmica, que estão se soltando e caindo. Esses revestimentos deverão ser retirados em sua maioria para aplicação de novos. O projeto prevê a manutenção completa das características volumétricas do edifício, mantendo na fachada a divisão vertical formada pelos pilares e sua relação entre cheios e vazios. Entre os pilares será aplicado um painel de alumínio, um único elemento que reveste o peitoril e a laje dupla de 50cm aparente na modulação da fachada. Desta forma, propomos o uso de um painel pré-fabricado, facilitando a aplicação e reduzindo assim, o custo da obra. Estes elementos serão de quatro cores variantes do "vermelho". Esses tons de vermelho mantêm a característica das cores quentes dos atuais revestimentos do edifício. De quatro em quatro elementos, adiciona-se um painel branco com um grande adesivo em forma de letras da palavra FIOCRUZ coladas aleatoriamente. Com esta malha de letras, propomos que o edifício ganhe a abstração desejada como um volume sem escala, trazendo visualmente ao elemento arquitetônico sua referência intuitiva como instituto de pesquisa e ensino.

Prevemos também a troca de todas as esquadrias atuais, por novas esquadrias em alumínio. A nova esquadria terá um ritmo de três em três unidades para a colocação de uma caixa padronizada de ar-condicionado, garantindo, portanto, a integração do aparelho de ar condicionado na modulação da fachada. A água do condensador será captada por um dreno embutido no novo revestimento dos pilares que será feito em argamassa e receberá pintura na cor cinza claro.

Consideramos as duas paredes laterais como elementos próprios no edifício, com isso, optamos por uma pintura na cor cinza escuro que se diferencie da dos outros elementos. O embasamento e o coroamento serão revestidos em granito.

A fachada dos fundos terá um tratamento no mesmo padrão da fachada frontal. Será usado neste caso, o mesmo painel proposto para revestimento do peitoril na fachada frontal, apenas tendo de se adaptar as suas condições de modulação e detalhamento. Nesta fachada a laje dupla avança para fora dos elementos vertical e por isso o painel de alumínio revestirá somente o peitoril enquanto o revestimento da laje será pintura na cor cinza claro igual ás partes de alvenaria. A orientação Nordeste desta fachada permite a insolação direta do pela manhã e do meio-dia, por isso, o projeto prevê a criação de uma um painel de brises de fibro–cimento fixo estruturados em perfis metálicos. A proteção contra insolação direita nesta fachada é importante, pois garante o conforto ambiental no interior das salas e, com isso, reduz a necessidade de utilização dos aparelhos de ar condicionado reduzindo o consumo de energia elétrica.

Também consideramos a melhor definição dos volumes do edifício, que hoje não apresentam independência visual por apresentarem revestimentos iguais e de mesma cor. Prevemos então, a separação do volume principal dos outros elementos, que são a torre de circulação vertical e o volume da cobertura. Essa separação se dá através do uso de materiais diversificados com cores diferentes. As fachadas laterais da torre de circulação vertical serão revestidas em placas horizontais de alumínio. As outras fachadas receberão pintura na cor cinza claro. O volume da cobertura terá um tratamento de pintura cinza nas paredes laterais e nos fundos. Na parede da varanda voltada para a Av. Brasil será aplicado granito.

O projeto prevê a reinterpretação visual da edificação marcando sua identidade como instituição Federal.

 

 

 

 

 

Equipe:
Marco Milazzo
André Lompreta
Ana Paula Polizzo
Carla Miguelote
Thorsten Nolte
Gustavo Martins

 

Novas Fachadas para Fiocruz Novas Fachadas para Fiocruz Novas Fachadas para Fiocruz Novas Fachadas para Fiocruz Novas Fachadas para Fiocruz Novas Fachadas para Fiocruz Novas Fachadas para Fiocruz

 

www.000webhost.com